Otoclínica Teresina Otoclínica Teresina
 
 
A Clínica
Corpo Clínico
Especialidades
Localização
Tour Virtual

Exames
Cirurgias
Horários de Atendimento
Convênios


Rinoplastia, conheša passo a passo
28/03/2017

A cirurgia permite fazer a tão sonhada transformação. É possível mexer na largura, aumentar, diminuir e tirar o excesso, tudo para conseguir uma face mais harmônica. Importante deixar claro que as alterações devem ser feitas após o aval de um especialista, que deverá respeitar os padrões do rosto para evitar resultados indesejáveis.

Pesquisas revelam que o Brasil é campeão nesse procedimento. Em 2011, foram realizadas 43.809 rinoplastias e, em 2013, 77.224, 76% a mais do que no ano anterior. Especialistas apresentam como um dos principais motivos para essa maior procura a modernização das técnicas que apresentam resultados cada vez mais naturais.

Importante ressaltar que a rinoplastia serve para corrigir não só as falhas estéticas, mas também os problemas funcionais. Ela pode ajudar a melhorar a dificuldade de respiração provocada, por exemplo, pelo desvio de septo, parte cartilaginosa que separa os dois lados do nariz. Quando essa estrutura se acentua para a direita ou esquerda pode bloquear a passagem do ar. A cirurgia permite resolver isso. Outro problema a ser sanado é o aumento dos cornetos. Eles são feitos de mucosas que, por algum motivo, incham, o que prejudica a respiração. Daí a importância de procurar um otorrinolaringologista especialista em cirurgia de face antes de realizar a rinoplastia, pois ele pode corrigir defeitos estéticos e funcionais em um mesmo procedimento.

Ficou interessado(a) nesse assunto? Elaboramos um passo a passo cheio de informações importantes e curiosas para quem pensa em fazer a cirurgia.

Passo 1: Primeira consulta
Decidiu que vai fazer? Então peça referências a amigos e parentes de bons cirurgiões de face. Esse é o profissional apto para isso. O ideal é conversar com pessoas que já passaram por essa experiência para detalhar o trabalho do médico.

Durante a consulta, faça todas as perguntas que considerar necessárias e tire as dúvidas. O especialista fará uma avaliação para confirmar a necessidade da intervenção cirúrgica e se a sua vontade condiz com a simetria do seu rosto. Isso porque o resultado deverá ter o aspecto mais natural possível. Há quem crie expectativas fora da realidade e chegam a levar fotos de narizes de artistas famosos. Evite isso e releve a opinião do profissional.

Nesse bate papo, o médico verificará também se há anomalias físicas a serem corrigidas para permitir uma respiração correta.

Passo 2: Faça o pré-operatório direitinho
Para entrar no centro cirúrgico, é preciso estar em boas condições de saúde. Faça todos os exames listados pelo médico. Essa medida reduz os riscos.

Passo 3: Detalhes do procedimento
A anestesia pode ser geral ou local com sedação. A duração varia de 1 a 3 horas, a depender do objetivo e da técnica adotada (aumento, redução, reconstrutiva, funcional e secundária). É possível fazer incisões na base, na parte interna e entre as narinas. No caso da rinoplastia funcional, busca-se reposicionar os ossos e as cartilagens.

Passo 4: Cuidado total no pós-operatório
Ao ter alta, o paciente sai com um molde de gesso ou de plástico, para sustentar o novo formato e proteger a região. O paciente deverá permanecer com ele por mais ou menos dez dias. Algumas pessoas se queixam de dificuldade de respirar, o que pode ser resolvido com descongestionantes devidamente prescritos. Isso é normal, nos primeiros dias após a cirurgia. Mas, se persistir o sintoma, recomenda-se entrar em contato com o médico responsável.

Para maiores detalhes sobre a cirurgia entre em contato com a Otoclínica.

 
Fonte: otorrinocenterdf.com.br

Segunda a Quinta-Feira
das 7h às 19h

Sexta-Feira
das 7h às 18h

Agendamento e Dúvidas
86 2107-2121



v

DIREÇÃO

Diretor Geral: Dr. Bernardo Cunha Araújo
Diretor Clínico: Dr. Bernardo Cunha Araújo